logo byyou blog

Umectação Capilar: O Que É, Para que Funciona e Como Fazer

Assumir a identidade dos cabelos está na pauta do dia, mas deixá-los soltos sem medo exige alguns cuidados básicos. Um deles é fazer a umectação capilar, prática que vem virando moda com cada vez mais adeptas. Umectar o cabelo significa umedecê-lo, mas, ao invés de utilizar água normal para a meta pretendida, usa-se óleos que vão ajudar a selar os fios para que eles se mantenham hidratados por mais tempo.

A rotina é clara e muito básica. Basta ter em mãos os produtos certos para, fazer a massagem “umedecedora” e aguardar pelos resultados. Esses “ingredientes” podem ser encontrados dentro de linhas profissionais de tratamento capilar ou em lojas de produtos naturais (isso significa que não vale umectar os cabelos inteiros com condicionador ou leave in, por exemplo). 

O principal tipo de umectação capilar consiste em dormir com os ingredientes nos cabelos, envoltos em uma touca, e enxaguar na manhã seguinte. A boa notícia é que até cabelos oleosos podem aderir a essa moda, que traz benefícios a qualquer tipo e estrutura capilar. 

Só não se esqueça de respeitar a sua estrutura capilar na hora de escolher a melhor estratégia. Como existem vários tipos de cabelos (uns mais finos, outros mais grossos, uns muito secos, e por aí vai), alguns deles podem sofrer influência negativa na técnica de dormir com a umectação. Portanto, conheça bem seu tipo de cabelo antes de se aventurar nos primeiros tutoriais (incluindo esse). O jeito mais fácil de manter os bons resultados dessa prática é torná-la um hábito, realizando-a uma vez por semana, se o cabelo for muito seco, e de 15 em 15 dias se o cabelo for normal, misto ou com raiz oleosa.

A umectação capilar funciona melhor em cabelos cacheados, já que as molinhas do cabelo são um obstáculo natural entre a raiz, que produz óleos essenciais para o crescimento das madeixas, e as pontas. Quando você uniformiza a região pela qual o óleo vai abranger o fio, acaba fazendo com que toda a concentração, que está na raiz, “escorra” ao longo dos cabelos, hidratando-os e mantendo-os longe do ressecamento.

 E, a princípio, os benefícios não param por aí: umectar a cabeleira também previne o frizz, a aspereza e, ainda, ajuda a repor nutrientes perdidos durante os dias. Não é esse o sonho de todo mundo que tem cabelo crespo ou cacheado? A única contraindicação, em alguns casos, é a perda do volume no próximo penteado, uma vez que o óleo ajuda a “pesar” um pouco os fios. Se é volume o que você quer basta fazer a umectação capilar com uma concentração menor de óleos.

Os Melhores Óleos para Umectação Capilar

Não é qualquer óleo que você pode jogar no cabelo e esperar que milagres aconteçam; ao contrário: é preciso usar os ingredientes certos para não causar mais transtornos do que boas mudanças. Para a umectação capilar de alta intensidade os melhores óleos são os de origem vegetal, como azeite de oliva extra virgem, óleo de amêndoas doce, óleo de mamona, óleo de coco e de abacate (muitos deles, inclusive, são princípios ativos importantíssimos em nossas linhas de hidratação, inclusive em nossa linha Nutri+).

Óleo de Coco: Preferência Nacional

Não tem como negar que a grande paixão das brasileiras, nos últimos tempos, é o óleo de coco. Seja para cuidar do cabelo, da pele ou da alimentação, esse ativo está em todas e promete grandes resultados onde quer que seja aplicado. 
O óleo de coco pode ser utilizado em duas das umectações da moda, sendo elas a umidificação apenas com óleo ou a com creme de tratamento. Essa segunda tem um poder de hidratação incrível – e você pode utilizar a nossa máscara Nutri+, que tem propriedades emolientes, para garantir o resultado perfeito.

Existem receitas ótimas – e super fáceis – de umectação capilar com óleo de coco. Para conhecer melhor a novidade, indicamos esses cinco passos que necessitam apenas do óleo, um pouquinho de condicionador e um pouquinho de leave-in. Pra começar, coloque uma colher de óleo de coco em um potinho. Com o cabelo seco e sujo, de preferência, aplique um pouco de óleo mecha por mecha, da raiz até as pontas, passando por todo o comprimento do fio. Massageie com calma os fios. Aguarde por duas horas (para que o fio absorva todos os nutrientes oferecidos pelo óleo de coco). Enxague com água fria (sempre prefira água fria, pois ela agride menos o cabelo), lave duas vezes com xampu e, na sequência, aplique o condicionador apenas nas pontas. Depois do banho, seque os fios com toalha e aplique o leave-in para facilitar o desembaraço.

Pronto: você já tem, com isso, sua primeira umectação capilar concluída. Daqui pra frente é só aprimorar as habilidades para conseguir mais e mais resultados positivos.

Técnica Indiana

Há quem diga esse ato de umedecer os cabelos com óleos é uma prática que vem da Índia, com a concentração de óleos seguida de uma intensa    massagem dos fios. Basta uma rápida busca pelo YouTube para ver que a lenda se mostra verdadeira: muitos vídeos de umectação capilar têm vários minutos de massagem tranquila e músicas relaxantes.

Mesmo que a gente não possa ir lá na Índia ter um tratamento desses, fica a dica para as sessões de tratamento capilar daqui pra frente, que merecem uma boa música de fundo e toda a calma do mundo, para enluvar as mechas do cabelo com óleo até que a gente se esqueça do resto da vida. Fazer a umectação capilar no salão ou com uma amiga são boas ideias para reproduzir à perfeição a técnica indiana. No salão você tem o profissional se importando tão somente com cuidar da sua cabeleira, e com uma amiga vocês podem revezar o momento da massagem. Os fios vão agradecer muito essa parceria.
Resumindo, a umectação capilar não é para pessoas preguiçosas e nem com falta de paciência: é preciso muita concentração e boa vontade para conseguir os resultados desejados.
E aí, todos prontos para cuidar – com calma e paixão – dos nossos cabelos?

Comentários (0)

Loading...